Belo Horizonte / MG
victor@expohospitalbrasil.com.br (31) 3568-3370

Notícias

Brasil ganha Política Nacional de Cuidados Paliativos

Brasil ganha Política Nacional de Cuidados Paliativos

Publicada em: 10/01/2024 11:16:53

Iniciativa assegura aos pacientes do SUS a manter o alívio da dor e sofrimento em doenças ameaçadoras da vida


O Brasil está perto de conquistar um avanço em Cuidados Paliativos. O Ministério da Saúde deve anunciar a implantação da Política Nacional de Cuidados Paliativos. Isso significa que este serviço será estruturado e organizado na rede pública de saúde para todos os pacientes com doenças ameaçadoras da vida se tratarem, de forma a manter o alívio da dor e sofrimento e a qualidade de vida. Essa é uma recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) que entende como direito ter o acesso a Cuidados Paliativos por qualquer pessoa.

Atualmente existe no Brasil iniciativas isoladas de Cuidados Paliativos, conforme demonstra o Atlas de Cuidados Paliativos, elaborado pela Academia Nacional de Cuidados Paliativos (ANCP), instituição que existe no Brasil há quase 20 anos e que é referência na América Latina em prática paliativista. Os dados que constam no Atlas, que acaba de ser lançado, serviram de consulta e referência para o Ministério da Saúde organizar e direcionar melhor os serviços de CP no País.

Segundo o Atlas, o maior número de serviços em CP está concentrado no atendimento público pelo SUS, com 123 (52,5%) unidades, além de 36 (15,3%) serviços instalados em instituições de atendimento público e privado, e 75 (32%) serviços em hospitais privados. Vale lembrar que a Associação Europeia de Cuidados Paliativos recomenda dois serviços especializados a cada 100.000 habitantes.

De acordo com Rodrigo Kappel Castilho, presidente da ANCP, se for confirmada a decisão, será uma conquista para a entidade que há 20 anos luta pela ampliação dos serviços de Cuidados Paliativos para a rede pública de saúde no país. Causa que foi iniciada pela paliativista Anelise Pulschen, hoje médica aposentada, e intensificada pela ANCP desde 2015.

Uma semana histórica

Além deste anúncio, a Frente Parlamentar Mista de Cuidados Paliativos promoveu uma roda de conversa com as principais lideranças paliativistas do país na quarta-feira, dia 13, na Câmara dos Deputados. A diretoria da ANCP esteve presente neste encontro, reforçando o propósito de estender os Cuidados Paliativos para a atenção primária de saúde, com alívio do sofrimento e da dor para as pessoas que estão com doenças ameaçadoras de vida.

Outro ganho, comemorado pela ANCP e que reforça a necessidade de uma Política Pública em Cuidados Paliativos, foi a aprovação, pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), do Projeto de Lei 2460/22, da deputada Luísa Canziani (PSD-PR), que cria o Programa Nacional de Cuidados Paliativos, tendo como foco aliviar o sofrimento, melhorar a qualidade de vida e apoiar pacientes com doença em estágio avançado.


Publicada em: 10/01/2024 11:16:53 | Mais notícias | Voltar

Fonte: Via Divulgação Ministério da Saúde

Fale WhatsApp

Este website usa cookies para garantir uma melhor experiência. Ao usar este site você concorda com nossa política de privacidade.